Senado aprova projeto de ‘jovem senadora’ da Paraíba

Senado aprova projeto de ‘jovem senadora’ da Paraíba

O substitutivo ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 252/2014, que institui a construção de imóveis que adotem medidas para reduzir o consumo de água, obter maior eficiência energética e melhorar o conforto térmico dos usuários e poderá contar com incentivos fiscais, de autoria da ‘jovem senadora’ paraibana Andrisley Kelly Pereira da Silva foi aprovado no Senado Federal nesta semana pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA).

Andrisley Kelly Pereira da Silva é aluna da Escola Estadual Professor José Baptista de Mello e representou a Paraíba no programa Jovem Senador em 2013. O PLS 252/2014 ainda terá que passar por um turno suplementar de votação no Plenário antes de seguir para a Câmara dos Deputados.

O texto original do projeto, apresentado pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), sugeria o uso de telhados verdes e de sistemas de aproveitamento da água da chuva. No entanto, o relator na CMA, Jorge Viana (PT-AC), preferiu tratar do tema de forma abrangente, sem apresentar exemplos de práticas de construção sustentável. 

Jovem Senador 2016 – O Concurso de Redação do Senado Federal, para selecionar os estudantes que participarão este ano do Programa Jovem Senador 2016, está na sua 9ª versão. As inscrições tiveram início no dia 13 de abril e vão até 29 de julho. Este ano, o tema da redação é Esporte: Educação e Inclusão.

Criado em 2011, o projeto seleciona anualmente um aluno de cada estado e do Distrito Federal que tenha até 19 anos e esteja cursando o ensino médio em escola pública. Durante uma semana, os estudantes conhecem o funcionamento da Casa, apresentando e discutindo projetos nas comissões e no Plenário.

As escolas recebem o material de inscrição do aluno, que ao fazer a redação de 20 a 30 linhas entrega na unidade de ensino para ser enviada à Secretaria da Educação. Uma comissão formada por técnicos fará a avaliação dos textos e em seguida a seleção, para ser enviado ao Senado Federal.

Serão escolhidas 27 redações vencedoras, uma de cada unidade da Federação, e seus autores serão automaticamente selecionados para vivenciarem como jovens senadores, durante uma semana, o processo de discussão e elaboração das leis, em Brasília, no mês de novembro. Os professores que orientaram as redações vencedoras também participarão do Projeto na Capital Federal, acompanhando os alunos premiados e com uma programação especial.

Dúvidas e sugestões sobre o Concurso de Redação do Senado e o Jovem Senador podem ser encaminhadas para o Alô Senado – Central de Relacionamento com o cidadão do Senado Federal, pelo telefone 0800 612211. Os interessados poderão ligar gratuitamente de qualquer ponto do país, das 8h às 19h, de segunda à sexta.

 

 

 

 

 

MaisPB