Senado aprova limites para reeleição e mandatos de dirigentes de entidades desportivas

Senado aprova limites para reeleição e mandatos de dirigentes de entidades desportivas
O Senado Federal, através da Comissão de Educação, Cultura e Esporte, aprovou, em caráter terminativo, o projeto de lei (PLS 253/2012) de autoria do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), que estabelece limites para reeleição e duração dos mandatos de dirigentes de entidades desportivas.
 
Pela proposta aprovada os dirigentes das entidades de administração do esporte podem ser reeleitos apenas uma vez e cada mandato não pode ser superior a quatro anos. Além de limitar a reeleição, a proposta de Cássio, aprovada nesta terça, 03, fixa  regras que impedem que parentes em até terceiro grau concorram em substituição aos dirigentes, ou seja: a mesma regra que atualmente é aplicada para presidente da República, governadores e prefeitos.
 
"Há mais de 30 anos que o Brasil espera a aprovação dessa matéria, que era emperrada pela bancada da bola. Estou passando a bola para o Romário", diz o senador Cássio Cunha Lima.
 
Para Cássio, chegou a hora de o Brasil sistematizar a prática do desporto e  isto  inclui a organização na administração das entidades que, a partir de regras mais justas para os seus comandos, possibilitem, inclusive, o surgimento de novas lideranças esportivas, principalmente com ex-atletas que podem contribuir decisivamente para a melhoria das condições esportivas no país, cujos resultados, pelo menos os obtidos até agora, estão bem aquém da capacidade que têm os atletas brasileiros.
 
Fonte: Folha do Sertão