Semana de Combate à Corrupção é aberto JP com passeio ciclístico

Semana de Combate à Corrupção é aberto JP com passeio ciclístico

A Semana de Combate à Corrupção, que acontece de 7 a 12 de dezembro, será aberta logo mais com um passeio ciclístico. A saída acontecerá, da Praça da Independência com percurso até o Busto de Tamandaré, em Tambaú. Os participantes receberão kits e apoio logístico durante o evento. O passeio é realizado pelo Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB), Ministério Público da Paraíba (MPPB), Controladoria Geral da União (CGU) e o Exército Brasileiro.

O Passeio visa protestar contra a corrupção, crime que movimenta cerca de meio bilhão de reais por ano, na Paraíba.

O Passeio Ciclístico faz parte da campanha nacional do Ministério Público que tem como título "O que você tem a ver com a corrupção?". Clubes e associações de ciclistas de Santa Rita, Cabedelo, Bayeux e João Pessoa participarão do passeio.

Segundo o promotor de Justiça Marinho Mendes, que está à frente da organização do Passeio, os ciclistas de Santa Rita se encontrarão com os ciclistas de Bayeux e devem seguir para Praça da Independência, onde se encontrarão com os demais ciclistas da capital e de Cabedelo. "Todos sairão em grande passeio até o Busto de Tamandaré, na nossa maravilhosa orla marítima. Vamos disseminar esse sentimento de indignação contra a corrupção e os corruptos. Pegue sua bike e venha participar conosco!", convidou o promotor.

Corrupção

De acordo com o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção - Focco, estima-se que a corrupção comprometa de 3 a 5% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Comparando com dados do IBGE de 2005 e 2006, o dinheiro desviado com a corrupção poderia aumentar em pelo menos nove vezes todos os recursos destinados ao maior programa de complementação de renda do país, o Bolsa Família, ou triplicar o orçamento da União na área da Saúde.

O estudo divulgado pelo fórum diz que a redução de apenas 10% no nível de corrupção no país aumentaria em 50% a renda per capita dos brasileiros em 25 anos.

 

 

Assessoria