Sem reajuste, servidores do MPPB ameaçam paralisar atividades

Sem reajuste, servidores do MPPB ameaçam paralisar atividades

Servidores do Ministério Público da Paraíba ameaçam paralisar atividades no mês de março caso não haja definição para a implantação da data base da categoria. A decisão foi tomada ontem durante assembleia geral extraordinária d categoria.

De acordo com informações do Sindicato dos Servidores do Ministério Público da Paraíba (Sindsemp-PB), a categoria se mostra descontente com a indefinição da data-base, que deveria ter sido aplicada desde o dia 1º de janeiro. 

O presidente do sindicato, Daniel Guerra disse que entende o atual cenário de dificuldades, mas acredita na apresentação de uma proposta satisfatória, capaz de minorar os efeitos adversos decorrentes da inflação acumulada. “Decidimos continuar com o processo de negociação com data limite até o mês de março”.
Daniel disse que caso não haja avanço na negociação até esse prazo, "caminhos alternativos poderão ser trilhados".

Na assembleia, ficou ainda definido que o sindicato deverá ingressar com ação judicial para cobrar valores retroativos referentes à implantação do PCCR aos inativos junto a PBPREV.

 

 

 

Assessoria