Sem necessidade de hemodiálise, Pelé se alimenta bem em hospital

Sem necessidade de hemodiálise, Pelé se alimenta bem em hospital

O Hospital Albert Einstein informou, na manhã desta quarta-feira (3), que o ex-jogador de futebol Pelé, de 74 anos, não precisará de hemodiálise e que se alimenta bem em seu quarto.

O ex-jogador continua na unidade semi-intensiva do Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, onde foi internado para tratar uma infecção urinária. O boletim médico também informa que Pelé segue sem febre e passa parte do dia sentado na poltrona.

Internação
Pelé foi internado no dia 24 de novembro para tratar uma infecção urinária. A assessoria do hospital informou, na quinta-feira (27), que Pelé tinha infecção abdominal. Ele foi levado para a UTI por ser um melhor local para monitoramento do quadro, segundo o hospital.

 

No dia 12, Pelé havia sido operado para retirar cálculos renais, ureterais e vesicais, que causavam obstrução ao fluxo urinário. Ele recebeu alta dois dias depois.

Em 2012, Pelé esteve internado no mesmo hospital para uma cirurgia no quadril. No procedimento, foi retirada parte do osso e colocada no lugar uma prótese de titânio e cerâmica.

O ex-jogador sentia dores constantes no quadril, ao jogar tênis e até quando caminhava.

Veja o boletim do Hospital Albert Einstein desta quarta (3) na íntegra:

O paciente Edson Arantes do Nascimento (Pelé) continua com boa evolução clínica e em cuidados de semi-intensiva. Tanto o exame clínico como os resultados laboratoriais da manhã de hoje foram adequados e o paciente não precisará de suporte renal.
Nova avaliação do rim está programada para amanhã cedo. Persiste sem febre, deambulando no quarto e permanecendo grande parte do dia sentado na poltrona. Alimenta-se bem, sem alterações hemodinâmicas ou respiratórias.


 

G1