Sem infraestrutura, população de Diamante vive caos que lembra um tsunami

Sem infraestrutura, população de Diamante vive caos que lembra um tsunami
A falta de infraestrutura e os constantes transtornos estão deixando a população do município de Diamante indignados. Moradores afirmam que estão esquecidos e abandonados. Um retrato do desastre pode ser visto ante amontoados de lixo, entulho e lama, pelas ruas da cidade. É um verdadeiro caos que a população tem vivido. A cidade comandada pela prefeita Marcília Mangueira (PMDB) encontra-se abandonada. 
A situação em Diamante parece mais que a cidade foi abalada por um tsunami. ¨Para a gente usar sapato aqui tem que ser da cor da terra para ninguém notar que está sujo¨, revelou moradores em contato com o Blog, na manhã desta quinta-feira (19). Além de imundas, as ruas de Diamante estão intransitáveis como pode ser constatado nas imagens. Sem falar, que inúmeras doenças podem ser transmitidas para a população com essa situação. 
Em verdade, a atual gestão chega ao fim de ano com essa triste e lamentável situação, que envergonha com a imagem já abalada do município. A pior situação se encontra na Rua São Paulo, onde os moradores não sabem à quem pedir socorro já que a administração não cumpre com suas responsabilidade, segundo os próprios moradores da localidade. 
Inclusive, a prefeitura já recebeu recursos para solucionar [ou pelo menos amenizar] os problemas básicos de infraestrutura enfrentados nesta localidade, cuja obra de calçamento foi iniciada na gestão anterior, fruto de cobrança do vereador Alan Deivid (PT), presidente da Câmara Municipal, que continua pedindo a conclusão da mesma. E, como a administração municipal não conclui, toda vez que há chuvas os transtornos se repetem. Na localidade, os moradores tem de passar a noite inteira tirando lixo e lama de dentro de suas casas, o que seria amenizado caso a prefeitura fizesse a sua parte. Toda essa situação caótica é resultado da péssima administração municipal que só tem demonstrado incompetência com a coisa pública. ¨Um município que já não tem os seus recursos aplicados como deveriam e as máquinas servem de enfeite da prefeitura, e a população quando clama por ajuda tem a resposta que nada pode ser feito, tenho certeza não é esse município que queremos e vamos mudar com muita força e trabalho¨ declarou o parlamentar-mirim.
 
 
 
 
 
Fonte: Ricardo Pereira