Secretário rebate críticas ao São João paralelo do governo, em Campina Grande, e explica como irá funcionar a festa

Secretário rebate críticas ao São João paralelo do governo, em Campina Grande, e explica como irá funcionar a festa

O secretário de Comunicação do Estado, Luís Tôrres, rebateu nesta sexta-feira (23) as críticas que vêm sendo feitas ao ‘circuito do forró’ anunciado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). O evento será uma espécie de São João paralelo realizado em Campina Grande. O vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira, foi um dos políticos que expôs sua opinião a respeito da decisão do governo e disse que a atitude seria para confrontar o prefeito Romero Rodrigues, que apoia a pré-candidatura de Cássio Cunha Lima para o Senado.

“Está longe de ser um confronto ao São João de Campina Grande. É apenas um recheio, um complemento daquilo que já é festejado. O objetivo é apenas descentralizar. Uma pergunta que eu faria à prefeitura era se teria algo contra de contemplar os moradores do bairro?”, indagou o secretário em entrevista à rádio Correio FM.

Ele explicou como será realizado o evento e acrescentou que o ‘circuito do forró’ me nada atrapalhará a programação oficial do ‘Maior São João do Mundo’. “O horário das atrações será às 17h, antes dos eventos principais, ou seja, o povo pode curtir a festa do seu bairro e depois ir para o Parque do Povo. O São João de Campina Grande é de 31 dias, dentro disso, cada bairro vai ter um dia de festa. Por exemplo, os moradores da Liberdade terão direito a um dia de festa perto de sua casa. Em apenas um dia, dentro do universo de 31 dias de festa, o bairro será presenteado”, explicou.