‘Se a prefeitura não resolver, o Governo do Estado está pronto para intervir’, diz Azevêdo sobre o Cabo Branco

‘Se a prefeitura não resolver, o Governo do Estado está pronto para intervir’, diz Azevêdo sobre o Cabo Branco

Nesta segunda-feira (11), o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, João Azevedo, revelou que o governo do Estado já está preparado para intervir nas obras de preservação da Barreira do Cabo Branco, em João Pessoa, caso a prefeitura não resolva o problema.

“Se o governo entrar nessa discussão, vamos trazer de volta e executar o projeto de Luciano Agra [ex-prefeito de João Pessoa], que é mais barato e muito menos invasivo do que esse que está aí”, declarou.

Na entrevista concedida ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, contou que a tecnologia defendia por Agra se chama Mactube e é bastante usada na Europa. De acordo com o secretário, a estratégia consiste em instalar grandes balões dentro da água e enchê-los com areia até que seja diminuído o impacto causado pelas ondas. 

“Desse jeito, você não precisa colocar pedra dentro do mar, não precisa interferir na vida marinha. Além disso, é preciso realizar a construção da falésia, tratar toda a barreira para que ela não continue caindo”, argumentou. 

O secretário, que foi pré-candidato a prefeito pelo PSB, ainda criticou as ações realizadas pela gestão de Luciano Cartaxo (PDT) que, segundo ele, aceleraram ainda mais a deteriorização do acidente geográfico. Como exemplos desses atos, Azevedo citou o fechamento da sarjeta na ladeira que leva até a Estação Ciências, o que fez com que a água da chuva escorresse para a barreira.

“Nas ruas de cima da barreira também existe uma valeta de proteção para evitar que a água da chuva que cai no asfalto não vá para a barreira e não foi feita manutenção nenhuma, por isso já caiu metade dessa valeta”, afirmou.

 

 

 

 


Yves Feitosa