Saúde registra 15 casos de AIDS em adolescentes; liberdade e falta de prevenção são causas da incidência

Saúde registra 15 casos de AIDS em adolescentes; liberdade e falta de prevenção são causas da incidência

Nos dois últimos anos a Secretaria de Estado da Saúde  (SES) registrou 15 casos de AIDS em pessoas com idades entre 15 e 19 anos. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde foram  sete casos em 2013 e 8 agora em 2014. O sexo masculino lidera o número de casos com seis ano passado e  7 em 2014.

A gerente operacional das DST\AIDS e Hepatites Virais da Secretaria de Estado da Saúde, Ivoneide Lucena Pereira atribuiu os casos de AIDS na adolescência a  liberdade e a personalidade que os jovens têm hoje. De acordo com ela, por pensar que são novos e  que por isso não pegam AIDS  e por acreditar que a doença não mata, eles caem na  balada e fazem sexo sem qualquer  tipo de proteção “ e é justamente aí onde está o perigo”, alertou.

No último final de semana, o Hospital de Doenças Infectocontagiosas, Clementino Fraga realizou uma série de ações educativas e preventivas em alusão ao Dia Mundial de Combate a AIDS, lembrado no último dia 1º.  No Domingo, na Praia de Cabo Branco,  e na segunda feira, no Hospital,  foram oferecidos testes rápidos para o diagnóstico da AIDS, além de outras atividades e ações.

A diretora geral do Clementino Fraga, Adriana Teixeira explicou que o hospital cuida de diversas doenças infectocontagiosas, mas o importante é prevenir. “E é por isso que as nossas ações nesse sentido vão além do hospital”, completou. Adriana Teixeira lembrou que, por meio do Projeto Clementino Itinerante, o atendimento tem sido feito em assentamentos, aldeias indígenas e outras comunidades. “Muitas vezes as pessoas que moram nesses locais têm dificuldades de procurar e de chegar até um serviço de saúde, então nós resolvemos ir até elas”, destacou a diretora.

De acordo com Adriana Teixeira, a  AIDS ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é uma doença infectocontagiosa causada pelo vírus HIV – Human Immunodeficiency Vírus, que leva à perda progressiva da imunidade. “A doença na verdade é uma síndrome que caracteriza-se por um conjunto de sinais e sintomas advindos da queda da taxa dos linfócitos CD4, células muito importantes na defesa imunológica do organismo. Quanto mais a moléstia progride, mais compromete o sistema imunológico e, consequentemente, a capacidade de o portador defender-se de infecções”,  explicou.

O Hospital Clementino Fraga é referência em HIV/Aids em João Pessoa, que tem ainda um serviço especializado para gestantes HIV positivas. Em Campina Grande tem o Hospital Universitário Alcides Carneiro  e o Hospital Universitário Lauro Wanderley. Além desses, existem os serviços de Atendimento Especializado (SAE) Em Cabedelo, Santa Rita, Campina Grande e Patos.


 


Paulo Cosme