Saques nas contas de FGTS aumentaram 14,3% no primeiro semestre deste ano

Saques nas contas de FGTS aumentaram 14,3% no primeiro semestre deste ano

Nos seis primeiros meses do ano, os saques nas contas de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) somaram R$ 54,9 bilhões, 14,32% acima que os R$ 48,02 bilhões registrados pelo governo no mesmo período de 2015.

O mês com o maior aumento no volume de saques foi março, quando os trabalhadores retiraram R$ 10,04 bilhões do fundo. No mesmo mês de 2015, os saques somaram R$ 8,84 bilhões, uma diferença de R$ 1,2 bilhão, puxada principalmente pelas demissões de trabalhadores com carteira assinada e pela política de remuneração baixa do FGTS, que rende menos que a inflação. Nos últimos 17 anos, as perdas chegam a 140%.

Na comparação da arrecadação no primeiro semestre de 2015 e 2016, a Caixa Econômica Federal, gestora do FGTS, apurou alta média de 6,1%, menos da metade da alta registrada nos saques.

 

 

R7