Samu age de “má fé” para denegrir imagem do Trauma, denuncia diretor

Samu age de “má fé” para denegrir imagem do Trauma, denuncia diretor

O diretor do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, Edvam Benevides, acusou equipes do Samu de agirem com "má fé" para sujar a imagem do hospital. Ele denunciou que as viaturas do Samu permanecem no Trauma para que as equipes fiquem batendo papo no local, mesmo sem as macas estarem retidas na unidade.

"Quero novamente registrar meu protesto e denunciar à sociedade paraibana a má fé de alguns que compõem o SAMU. Ontem a noite (11/10/15) por volta das 22:00h estive no Trauma JP e presenciei algo que causa revolta. Zero macas do SAMU retidas no Trauma, ainda assim, várias viaturas estacionadas com equipes literalmente batendo papo na porta do Hospital", denunciou.

Edvam disse que entrou em contato com a direção do Samu para que o problema fosse solucionado, mas nada mudou. "Feito contato com Coordenação do SAMU para que orientassem as equipes a retornarem as Bases do SAMU e nada resolvido".

O diretor do Hospital afirma que as ambulâncias voltaram a ficar no Trauma nesta segunda-feira (12) e argumentou que a medida é "uma estratégia" para macular a imagem da unidade hospitalar. "No nosso entendimento, essa estratégia visa a fotografia e filmagem para literalmente confundir e enganar a sociedade".

"Nesta terça (13) estarei protocolando nas instâncias legais o uso de um equipamento público de tamanha importância por má fé visando as barganhas não muito republicanas e soberanas".

 

 

 

Click PB