Ruy diz que ‘boato’ sobre inelegibilidade de Cássio é fruto do desespero dos adversários

Ruy diz que ‘boato’ sobre inelegibilidade de Cássio é fruto do desespero dos adversários

O presidente estadual do PSDB na Paraíba, deputado Ruy Carneiro, condenou, nesta quinta-feira, 29, matéria atestando a suposta inelegibilidade do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que disputará o cargo de governador nas eleições estaduais deste ano. Ruy considerou a informação como “nova onda de boatos”.

“A impressão que tenho é a de que os adversários perceberam que não podem reagir no campo limpo da política e estão recorrendo ao jogo sujo dos boatos”, reagiu.

Os “boatos” aos quais se refere Ruy Carneiro foi uma notícia distribuída pela internet, nesta quinta-feira, abordando uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) apontada como um suposto último recurso de Cássio em relação à cassação de seu mandato de governador.

De acordo com Ruy, a verdade dos fatos é a expressada pelo advogado Harisson Targino, de que o senador Cássio Cunha Lima foi afastado do cargo de governador pela acusação de conduta vedada, não por corrupção, e que, portanto, está no pleno gozo de seus direitos políticos e é elegível.

Ruy Carneiro destacou ainda que o advogado Harisson Targino lembra que o próprio STF reconheceu, em acórdão lavrado em 2011, a legalidade de Cássio exercer todos os seus direitos políticos e o seu mandato de senador.

O advogado Harisson Targino, que já foi juiz integrante do pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), classificou a notícia distribuída na internet por uma agência desconhecida do mercado como “factóide para atender interesse de grupos políticos”.

“Aproveito para tranquilizar os eleitores paraibanos e informar que advogados renomados do país asseguram que Cássio é elegível, sim, e que será candidato a governador, apesar dos boatos e do terrorismo que já estão espalhando”, disse o deputado Ruy Carneiro.

Os boatos espalhados pela internet, segundo Ruy, são inverídicos em todos os sentidos. “Primeiro, não existe decisão transitada em julgado no STF. Depois, a elegibilidade de Cássio já foi assegurada pelo próprio STF em 2011. O resto é puro boato, certamente fruto do desespero por causa dos números da última pesquisa”, observou.

MaisPB com Assessoria