Ruy Carneiro diz que objetivo de 'esquenta' foi atingido e fala sobre Cássio em manifestação no RJ

Ruy Carneiro diz que objetivo de 'esquenta' foi atingido e fala sobre Cássio em manifestação no RJ

O presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, afirmou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação nesta segunda-feira (14), que o objetivo do ‘esquenta’ para as manifestações que aconteceu neste domingo (13) atingiu seu objetivo e comentou a participação do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) na manifestação do Rio de Janeiro e não de João Pessoa.

“O PSDB não é autor das manifestações, são entidades e o PSDB apóia porque faz uma leitura que esses movimentos são importantes para o Brasil com justas reivindicações e a principal delas é o impeachment”, afirmou lembrando que “colocaram” o nome dessa manifestação de “esquenta” para as manifestações que irão acontecer.

Ruy afirmou ainda que “segundo todos que tem alguma experiência” o mês de dezembro no Brasil nunca foi afeito a grandes manifestações e citou o período de Collor que o povo foi para as ruas em 25 de janeiro.

“Para o objetivo é extremamente este termo ‘esquenta’ não deixar a chama morrer, acho que cumpriu o seu papel. Ninguém jamais pensou que seria maior ou igual ao anterior”, comentou.

Questionado sobre os ‘quatro gatos pingados’ na rua, o presidente afirmou que é “exagero” e que em São Paulo mais de 100 mil pessoas foram às ruas. Ele afirmou também em João Pessoas os protestos sempre foram pequenos, mas ainda acredita que vão crescer a medida que o movimento for ganhando repercussão. “Se as do próximo ano forem pequenas é mal sinal”, disse acrescentando que este era “um esquenta para não deixar a movimentação morrer”.

A respeito de o senador paraibano, Cássio Cunha Lima, ter participado da manifestação no Rio de Janeiro e não no seu estado, Ruy explicou que Cássio é uma liderança de referência nacional e que recebeu vários convites. “Nós que moramos aqui e temos proximidade vemos Cássio como da Paraíba e logicamente é, mas ele é uma figura de representação nacional que recebe convites para representar o partido nacionalmente, foi o que aconteceu na manifestação do Rio”, concluiu. 

 

 


Marília Domingues / Fernando Braz