Ruy Carneiro confirma aproximação com Cartaxo; ‘se filiou a partido que tem diálogo conosco’

Ruy Carneiro confirma aproximação com Cartaxo; ‘se filiou a partido que tem diálogo conosco’

O presidente do PSDB na Paraíba, Ruy Carneiro, comentou em entrevista
ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM, que a saída do prefeito,
Luciano Cartaxo  do PT foi decisão pessoal do gestor, mas que tira as
dificuldades de diálogo com o PSDB.


A explicação de que foi uma decisão pessoal, veio após a imprensa
nacional ventilar que o Senador Cássio Cunha Lima (PSDB) teria
intermediado as conversas do prefeito com o deputado federal e
presidente do PSD na Paraíba, Rômulo Gouveia.



“Existia uma dificuldade de diálogo, além disso em relação aos
escândalos, na verdade o prefeito efetivamente não tinha nada a ver
com isso e agiu com sabedoria. Com certeza ele seria alvo de acusações
referentes a temas nacionais”, afirmou o tucano apontando que
movimento semelhante ocorre em São Paulo onde um “grande número” deprefeitos deixa o PT.



Carneiro apontou ainda que desconhece a suposta intermediação de
Cássio e exaltou Rômulo Gouveia, afirmando que desde que o parlamentarsaiu do PSDB tem demonstrando que atua na política visando o crescimento do partido – “o que é muito natural” – e ressaltou a boa
relação que existe entre os partidários e Gouveia.



Já sobre a aproximação do ex-petista com o PSDB, o tucano explicou que
com Cartaxo no PT ou “quem quer que seja no PT” não teria como haver
diálogo. “O líder do PSDB criticando o governo e chegar em João Pessoa
o partido fazer aliança com o PT. É independente de nomes, é uma
questão da sigla. Somos os maiores opositores nacionalmente e tem se
acirrado. Cartaxo agora se filiou em um partido que tem diálogo
conosco. O diálogo mudou de anteontem para ontem”, apontou.


O presidente achou legítimo o raciocínio do prefeito, pois além de
tudo abre mais a possibilidade do arco de alianças. Ele citou o
vereador Bosquinho do DEM que existia um veto do partido para
acompanhar Cartaxo e que esse não existe mais. Já sobre o PSDB, Ruy
voltou a ressaltar que a prioridade é a candidatura própria e em
seguida o arco de alianças. “Tem Manoel Júnior também que sinaliza
disputar a eleição e também busca apoio, o prefeito por estar no PT
estava fora da possibilidade do arco de aliança. Agora está dentro.
João Pessoa é uma cidade que tem dois turnos, as vezes não se conversa
no primeiro e conversa no segundo e vice-versa”, arrematou.

 

 


Marília Domingues