Pm é arrastado por cavalo até a morte no RJ

Pm é arrastado por cavalo até a morte no RJ

O soldado da PM Bruno Rodrigues Pereira, de 30 anos, foi morto com requintes de crueldade por traficantes da comunidade Dom Bosco, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na madrugada desta segunda-feira. O policial, após levar um tiro nas costas, foi arrastado amarrado a um cavalo por cerca de um quilômetro até a comunidade da Lagoinha. Ele ainda estaria vivo.

O policial estava em um bar falando com o irmão no celular no momento em que foi capturado pelos criminosos. Ele, que não conhecia a localidade, buscava informações para encontrá-lo. O irmão da vítima prestou depoimento ontem. 

Ainda ontem, a polícia prendeu sete suspeitos e apreendeu seis menores. Um dos cavalos usados na tortura do PM pertence a um dos menores apreendidos, de 17 anos. Ele e um dos adultos teriam participação direta na morte do policial.

Bruno foi o 53º policial morto no Rio este ano. Outros 113 agentes ficaram feridos em ataques ou em confrontos de janeiro a setembro. Ele trabalhava na UPP Formiga, na Tijuca. O soldado Bruno era casado e estava na corporação desde dezembro de 2012.

 

 

 


O Dia