Rômulo ironiza Ricardo, cobra postura ‘republicana’ e critica obras atrasadas

Rômulo ironiza Ricardo, cobra postura ‘republicana’ e critica obras atrasadas

“Só pode ser brincadeira”. A exclamação é do deputado federal Rômulo Gouveia (PSD), na noite desta segunda-feira, no Frente a Frente, da TV Arapuan, em reação às críticas feitas pelo governador Ricardo Coutinho ao prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), a quem o socialista acusou de ter rejeitado a contribuição do vice-prefeito Nonato Bandeira (PPS).

“Ele é a pessoa menos indicada para falar nesse tema”, complementou Gouveia, durante entrevista ao jornalista Heron Cid. Rômulo se disse “vítima” da relação de baixo prestígio e ausência de poder dispensada por Ricardo quando foi seu vice no governo passado.

“É bom perguntar também a Manoel Júnior o que ele tem a dizer sobre isso. Infelizmente, não dá mais para perguntar ao falecido e de saudosa memória Luciano Agra. Era bom perguntar também a atual vice-governadora Lígia Feliciano”, sugeriu.

Rômulo relembrou que, quando rompeu com Ricardo, teve os serviços básicos (carro, telefone e motorista) e institucionais da Vice-Governadoria cortados pelo governador Ricardo Coutinho e precisou recorrer ao Judiciário para recuperar os direitos.

Gouveia também confidenciou ter vivido e sido vítima de inúmeras situações em que amargou constrangimentos pessoais e políticos praticados pelo governador, mas preferiu evitar tecer detalhes. “Melhor olhar pra frente”, disse.

Obras paralisadas e uso da máquina- O deputado também criticou a postura do governador Ricardo Coutinho, a quem acusa de estar usando a máquina do Estado para tentar empinar a candidatura do PSB (Cida Ramos) à Prefeitura da Capital. Ele acha que Ricardo erra quando decide fazer pessoalmente o confronto político e administrativo com o prefeito Luciano Cartaxo. “Não é uma postura republicana para usar uma expressão que ele usa muito”, ironizou.

Ele denunciou emails oficiais do Estado convocando para mobilizações em favor da candidatura governista na cidade.

Para o parlamentar, Ricardo esqueceu do resto do Estado e está concentrado unica e exclusivamente na eleição de João Pessoa. “Temos problemas na segurança e na questão hídrica sem respostas do  Governo”, apontou.

Gouveia criticou as obras que “se arrastam” no segundo Governo de Ricardo Coutinho. Citou o Viaduto do Geisel,em João Pessoa, anunciado ainda em julho de 2012, e a revitalização do Açude de Bodocongó, em Campina Grande, autorizado em 2011, ambas ainda em execução.

 

 

 

 

MaisPB