Romero procura PF e abre mão de sigilos para apuração de lista da Odebrecht

Romero procura PF e abre mão de sigilos para apuração de lista da Odebrecht

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), foi até à sede da Polícia Federal na cidade para se colocar à disposição do órgão e pedir investigação da lista da construtora Odebrecht em que aparece como um dos políticos que teriam recebido doações da empreiteira.

Na visita ao delegado-chefe da Polícia Federal na cidade, Carlos Felipe Maciel Costa, Romero pediu que o caso seja esclarecido o mais rápido possível. “Sinto-me indignado e garanto hoje ser o mais interessado agora no esclarecimento desse absurdo”, ressaltou o prefeito.

O gestor abriu mão do foro privilegiado e de todos os sigilos – bancário, fiscal e telefônico – para deixar claro que não tem nada a temer em termos de investigação.

Na lista, o nome de Romero aparece numa planilha relativa ao ano de 2014 – quando o prefeito não concorreu a qualquer cargo público eletivo. O tucano lembrou também que a Prefeitura de Campina Grande, na atual gestão, não mantém qualquer tipo de contrato com o grupo Odebrecht ou suas empresas.

 

 

 

 

MaisPB