Romário comenta polêmica envolvendo Hulk, FPF e Campinense

Romário comenta polêmica envolvendo Hulk, FPF e Campinense

Um dos principais críticos da Confederação Brasileira de Futebol, o ex-jogador e deputado federal Romário (PSB) repercutiu ontem, nas redes sociais, a polêmica envolvendo a milionária transferência do atacante Hulk e o mecanismo de solidariedade recebido pelo Campinense.
 

 
- Quem da CBF será preso por isso? - questionou o “baixinho”, usando um link de uma matéria sobre o caso, onde se discute a inclusão da Raposa como um dos clubes formadores do jogador da Seleção Brasileira.
 
Antes, Romário descreveu o caso, cobrando investigação e cutucando a entidade máxima do futebol nacional.
 
- De acordo com matéria do Lauro Jardim (Veja), há possibilidade de fraude envolvendo a venda do Hulk para o Zenit em 2012. Houve adulteração na documentação na CBF para favorecer um clube com repasses. Hulk comunicou aos russos que nunca atuou no Campinense. Mas o clube paraibano já faturou quase 1 milhão de reais com a transferência. Ficam algumas questões: quem colocou o nome do Campinense nos documentos da CBF? - tuitou o deputado federal.