Rogério Fialho assume presidência do TRF5 para o biênio 2015-2017

Rogério Fialho assume presidência do TRF5 para o biênio 2015-2017

O novo presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região - TRF5, desembargador federal Rogério Fialho, toma posse nesta segunda-feira (21), em sessão solene do Pleno do TRF5, às 17h, em Recife. O desembargador paraibano foi eleito, por unanimidade, pelo Pleno do TRF5, para ocupar a vaga em substituição a Marcelo Navarro, nomeado ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) pela presidente Dilma Rousseff.

Várias autoridades paraibanas já confirmaram a presença na solenidade de posse do novo presidente do TRF5, tais como o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Marcos Cavalcanti, o presidente do Tribunal de Contas, Arthur Cunha Lima, o governador do Estado, Ricardo Coutinho, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, representando o Senado Federal, José Maranhão, o presidente da Ordem dos Advogados Seccional Paraíba, Odon Bezerra, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino, dentre outras.

Nascido em João Pessoa, Rogério Fialho, 49 anos, é graduado em Direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), especializado em Direito Processual Civil pela Universidade de Brasília (UNB) e professor de Direito Civil da UFPB. Participou de diversos cursos de aperfeiçoamento no exterior, como em Louvain-la-Neuve (Bélgica), em Auckland (Nova Zelândia), em Lisboa (Portugal) e em Roma (Itália).

Iniciou na Justiça Federal há 30 anos, como estagiário na 1ª Vara Federal da Paraíba.  A identificação com esse segmento da Justiça foi tanta que ele passou em concurso público para juiz de Direito e não assumiu a função, para se dedicar ao concurso para juiz federal. Na ocasião, era servidor concursado do TRF5. A obstinação e dedicação deram resultado: Rogério Fialho foi aprovado em terceiro lugar no concurso para juiz federal substituto na 5ª Região, em 1993, quando ingressou na Seção Judiciária de Pernambuco, em vara no Recife.

Além da atividade judicante, exerceu a função de diretor do Foro da Seção Judiciária da Paraíba, de janeiro de 2003 até a sua promoção a desembargador federal do TRF5, em 2008; foi diretor da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), da Escola de Magistratura Federal da 5ª Região e presidente da Comissão do XIII Concurso Público para Juiz Federal Substituto da 5ª Região.

Ao assumir a Presidência, o desembargador federal Rogério Fialho deixa seu gabinete com apenas 218 processos pendentes de julgamento, que serão redistribuídos para o desembargador federal convocado Manuel Maia.

 

 

 

Click PB