Rodoviários do DF fazem paralisação nesta terça-feira (26/11)

Rodoviários do DF fazem paralisação nesta terça-feira (26/11)
Sindicato reivindica direitos trabalhistas após licitação que determinou que 11 empresas de ônibus deixassem de operar

 

Publicação: 25/11/2013 18:50 Atualização: 25/11/2013 17:53

Os rodoviários informaram, por meio de nota, que não vão trabalhar nesta terça-feira (26/11). A paralisação é um apelo à decisão do GDF em manter contrato com apenas duas das atuais 13 empresas de trasnporte do DF.

As empresas que não vão transitar são: Pioneira, Planeta, Cidade Brasília, Satélite, Piracicabana, São José, Riacho Grande, Viplan e Condor.

Segundo a nota, os rodoviários aprovam a medida, mas exigem que a transição seja feita com cautela, uma vez que as empresas perdedoras alegaram que não dispoem de recursos para acertar os pagamentos referentes aos direitos trabalhistas com todos os empregados. Além disso, segundo a nota, as empresas vencedoras disseram não aceitar contratar os trabalhadores enquanto não estiverem com a situação regularizada com a empresa anterior.

Leia mais notícias em Cidades

“As novas operadoras estão ameaçando contratar trabalhadores fora do sistema e deixar os pais e mães de família na rua”, explicou o presidente do sindicato, João Osorio. “São pessoas que têm uma vida inteira dedicada ao transporte coletivo e muitas estão muito próximas de aposentar-se”, completou.

O GDF se comprometeu a pagar as verbas resultantes do encerramento do contrato de trabalho, chamadas verbas rescisórias.


O Ministério Público do Distrito Federal se comprometeu a encontrar uma solução para as reivindicações. O que os rodoviários exigem é que se cumpra a promessa. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) vai julgar a questão.