Rios de sangue de animais sacrificados pelas ruas de Daca impressionam

Rios de sangue de animais sacrificados pelas ruas de Daca impressionam

As ruas da cidade de Daca, em Bangladesh, foram inundadas por rios de sangue nesta terça-feira. O fenômeno impressionante é resultado da combinação entre o sangue de vacas, cabras e outros animais sacrificados durante um festival muçulmano com a água da chuva torrencial que vem caindo sobre a cidade nos últimos dias.

Conhecido como Festa do Sacrifício ou Eid al-Adha, o festival que tomou que as ruas de Daca é uma celebração muçulmana em tributo à história de Abrãao, que sacrificou seu filho em nome de Alá. Durante quatro dias, os muçulmanos se dedicam a orações e ao sacrifício de animais como vacas, ovelhas, carneiros e camelos. As carnes dos animais mortos costumam ser doadas à população mais pobre.

O sistema de drenagem precário de Daca torna as inundações um problema recorrente na cidade. Nesse ano, para facilitar a limpeza do sangue e das carcaças de animais das ruas, as autoridades locais criaram centenas de locais designados especificamente para a realização do festival. Porém, muitos moradores preferiram fazer os sacrifícios em suas próprias garagens ou nas calçadas de suas casas, resultando na assustadora enchente de água e sangue.

“Eu senti como se estivesse andando por um bairro pós-apocalíptico”, afirmou Atish Saha, um artista morador de Daca, ao britânico The Guardian. “Para ser honesto, eu estava com medo. Era uma imagem de violência em massa que não deveria existir”, disse. Segundo Saha, uma das cenas mais chocantes foi ver diversas famílias, incluindo crianças, andando pelas águas em clima comemorativo pelo festival.

Na manhã desta quarta, a maior parte da água já tinha sido drenada, mas as ruas e estradas da cidade ainda exibiam uma tonalidade avermelhada e estavam sujas de carcaças e partes de animais.

 

Veja