Rifada pelo PT, Nadja Palitot se rende ao nome de Lucélio Cartaxo para disputar o Senado na chapa de Veneziano

Rifada pelo PT, Nadja Palitot se rende ao nome de Lucélio Cartaxo para disputar o Senado na chapa de Veneziano

A advogada Nadja Palitot (PT) se rendeu ao nome de Lucélio Cartaxo, ao ponto de abrir mão de figurar na chapa majoritária do PMDB de Veneziano Vital do Rêgo, para dar vez ao irmão do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. Nessa terça-feira (20) ela fez uma avaliação do nome de Lucélio e disse que abre mão da majoritária, caso o partido opte por ele.

“Comigo, com Lucélio ou algum dos outros nomes do PT colocados como alternativas para disputar a vaga do Senado, o partido mostra que tem quadros qualificados para renovar, inovar e oferecer uma nova visão, uma nova prática política capaz de encontrar soluções que atendam às aspirações da maioria do povo paraibano, em sintonia com o projeto vitorioso de Brasil levado a efeito pelo Governo Federal”, disse.

O irmão do prefeito de João Pessoa tem sido cogitado para representar o PT na aliança com o PMDB, mesmo quando disponibilizou seu nome para disputar uma vaga na Câmara Federal.

Inicialmente, o PT lançou o nome de Nadja como pré-candidata ao governo da Paraíba. Porém, logo que surgiu a possibilidade de aliança com o PMDB o nome da advogada foi retirado e a hipótese de candidatura própria petista caiu por terra.

Após a oficialização da aliança, Nadja chegou a ser cogitada como candidata ao Senado na chapa do PMDB que deve ser encabeçada por Veneziano. O vice-prefeito de Patos, Lenildo Morais, também foi colocado na lista dos que poderiam ingressar na majoritária peemedebista.

Contudo, o nome que agora figura como principal é o de Lucélio Cartaxo, irmão gêmeo do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo.