Ricardo volta a defender TCM e diz que instalação de Tribunal não seria para agora, mas para o futuro

Ricardo volta a defender TCM e diz que instalação de Tribunal não seria para agora, mas para o futuro

O governador Ricardo Coutinho comentou nesta sexta-feira(18) a decisão da Assembleia Legislativa de incluir emenda no Plano Plurianual para o período de 2016-2016, prevendo a possibilidade de instalação do Tribunal de Contas dos Municípios, matéria objeto de muita polêmica. Ele assegurou que não é interesse do Executivo tomar a iniciativa, porque essa caberá ao Legislativo,  mas se houver um pedido oficial da Assembléia não terá outra alternativa senão enviar uma Proposta de Emenda à Constituição estadual àquela Casa tratando da questão.

 

Ricardo criticou os que tentam “demonizar” a instalação do TCM e acusou o Tribunal de Contas do Estado de estar por trás dessa “guerra santa” contra o novo órgão. O governador considerou uma “balela” essa história de economia de gastos para o Erário Público porque, segundo ele, se houvesse alguma preocupação com isso os exemplos deveriam partir de dentro de casa. “É importante cada um ficar no seu espaço” – ponderou.

 

Para Ricardo, esse debate em torno do TCM deve ser feito pelo povo e pela  sociedade e não pelo Tribunal de Contas do Estado. Ao defender o novo órgão, o governador afirmou que é preciso aumentar a fiscalização e ao mesmo tempo orientar os gestores públicos e não só puní-los, porque em muitos dos casos de prestações de contas analisados não há dolo, nem má fé, só falta de orientação. Disse, por fim, que a instalação do TCM, em função da crise que atravessa o Estado, não seria para agora, mas para o futuro.

 

 


Antônio Malvino