Ricardo volta a cobrar ajuda do governo federal aos estados: “Cortamos tudo que podíamos”

Ricardo volta a cobrar ajuda do governo federal aos estados: “Cortamos tudo que podíamos”

O governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a cobrar atenção do governo federal em relação aos estados do Nordeste, Norte e Centro-Oeste. O socialista informou que todos os gastos que podiam ser cortados foram realizados e chegou a hora do governo central dar uma resposta sobre a economia nacional.
“Estamos pedindo um direito dos estados do Nordeste profundamente atingidos pela desogarnização da economia nacional, pela política de renúncia fiscal que atinge setores que estão no Sudeste, como da linha branca e automóveis, que atingiram profundamente o IPI que é a base do fundo de participação dos estados. Nós estamos caindo a cada mês que passa, há muitos meses. Este ano, dos oito meses, em seis meses, o ICMS (imposto local) foi maior  que o FPE, isto nunca tinha acontecido. É uma tarefa hercúlea governar o estado com esta oscilação na receita. Nós queremos que, ao invés de esperar o desastre acontecer, que já acontece em alguns estados, que o Nordeste, Norte e Centro-Oeste, tenham a sua parcela de compensação, uma parte de 50% para que os serviços possam ser organizados e mantidos”, declarou.
O chefe do executivo estadual avisou que não irá permitir que a Paraíba chegue a situações semelhantes de outros estados em que serviço essenciais à população estão sendo prejudicados por conta da falta de aporte financeiro da União.
“Tem estados em que a polícia não tem mais combustível, ou falta alimento em presídio, ou não consegue operar os hospitais, e não vou esperar que isso aconteça aqui”, falou.
Ele destacou a carta dos governadores ao governo federal em que eles reforçam o pedido de ajuda financeira.
“Foi encaminhada uma carta ao Governo Federal subscrita pelos governadores fazendo esse alerta de que é preciso pensar na Federação. Nós cortamos tudo que podíamos, mantivemos o nível de investimento alto e precisamos ter o respeito. O que está nos atingindo está vindo de fora. Precisamos recuperar o Brasil, mas isso passa por um esforço coletivo”, disse.

 

 

 

Blog do Gordinho