Ricardo se reúne com Banco Mundial e discute financiamento para obras de saneamento e abastecimento, Vale está incluso

Ricardo se reúne com Banco Mundial e discute financiamento para obras de saneamento e abastecimento, Vale está incluso

O governador Ricardo Coutinho se reuniu nesta segunda-feira (24), em Brasília, com a diretora do Banco Mundial para o Brasil, Deborah Wetzel. A reunião teve o objetivo de tratar de uma nova parceria de financiamento na ordem de R$ 125 milhões de dólares para aplicação em obras de saneamento, abastecimento e para fortalecimento da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) para o Estado.

Durante o encontro, Ricardo Coutinho destacou que as obras de saneamento e abastecimento vão incluir os municípios que compõem a bacia do rio Piancó, que serão beneficiados com a 3ª entrada na Paraíba da obra de transposição das  águas do Rio São Francisco. "Essa obra já foi garantida na última audiência com a presidenta Dilma Rousseff e precisamos de uma Aesa moderna e equipada para fazer a gestão das águas e avançarmos no saneamento e preservação ambiental desses rios", argumentou.

O chefe do executivo estadual destacou que em pouco mais de três anos já foram recuperadas na Paraíba 27 barragens e que o Governo do Estado está construindo 730 km de adutoras, mas que é preciso dobrar o saneamento e melhorar os sistemas de abastecimentos e rede de distribuição nos municípios diante da longa estiagem vivenciada. "Espero continuar firmando parcerias com o Banco Mundial garantindo mais investimentos, oportunidades de empregos e melhor qualidade de vida para as populações rurais", disse o governador.   

A diretora do Banco Mundial, Deborah Wetzel, considerou os projetos de saneamento e abastecimento importantes para os Estados nordestinos diante do quadro climático do país e que é interesse do banco continuar firmando parcerias com o Governo do Estado, a exemplo do Cooperar e obras de segurança hídrica. "Sabemos que a questão da segurança hídrica e a inclusão produtiva são elementos importantes", avaliou.

O governador Ricardo Coutinho, o secretários de Estado dos Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, João Azevedo, e o procurador Geral do Estado, Gilberto Carneiro, também discutiram sobre o financiamento no valor de 80 milhões de dólares para a nova etapa do projeto Cooperar.

De acordo com a diretoria do Banco Mundial, o empréstimo para o projeto Cooperar já foi aprovado pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), do Ministério do Planejamento, em Brasília, e deverá ser liberado em breve.

O secretário João Azevedo avaliou que os investimentos nos arranjos produtivos e no combate à pobreza rural pelo projeto Cooperar trouxe bons resultados com investimentos de  R$ 57,5 milhões na implementação de 500 subprojetos e a meta do Governo do Estado é avançar ainda mais nessa nova etapa do programa.

Também participaram da audiência na sede do Banco em Brasília, o diretor operacional do Banco Mundial no Brasil, Bóris Utria, o diretor Paul Kris e o consultor especialista em águas e recursos hídricos, Tadeu Abicalil.      


 

Secom-PB