Ricardo recua, diz que respeita Raniery e não descarta aliança em Guarabira

Ricardo recua, diz que respeita Raniery e não descarta aliança em Guarabira

O governador Ricardo Coutinho (PSB), que participou de solenidades de entregas de obras na região do Brejo, nesta sexta-feira (28), mudou o discurso com relação ao deputado Raniery Paulino (PMDB) e já defende a sua entrada na base do Governo na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

Em maio, durante audiência pública do Orçamento Democrático Estadual, na cidade de Solânea, Ricardo fez duras críticas a postura de indefinição do deputado Raniery Paulino, que mesmo sendo do PMDB – partido que compõe a base do ALPB, ainda não tinha se definido quanto a sua adesão ou não a bancada da situação na Casa de Epitácio Pessoa. Na oportunidade, Ricardo disse que Raniery queria aparecer e que o Governo do Estado “não foi atrás do deputado para compor sua bancada na Casa de Epitácio Pessoa, nem iria”.

Após as declarações do governador, o ex-governador Roberto Paulino (PMDB), pai de Raniery, anunciou o rompimento da família Paulino com o governador.

No entanto, nesta sexta-feira (28), Ricardo disse que, apesar de não concordar, respeitava a postura de oposição de Raniery ao Governo, mas disse que seria fundamental o apoio do deputado na ALPB para o PMDB e o PSB dialogar em Guarabira.

“Acho que o um partido como o PMDB que está na base deve ter seus membros incluindo o ilustre deputado, a quem eu respeito, Raniery Paulino. Acho que não temos divergências profundas, é preciso que as pessoas sentem em Guarabira para avançar este processo”, afirmou.

“Raniery fazendo oposição, de jeito nenhum. De jeito nenhum. É preciso ter a noção exata de que se nós estamos no mesmo barco, como é que alguém vai me fazer oposição. Para eu apoiar o PMDB em qualquer cidade é fundamental que eu tenha apoio. É a lógica, afinal a vida é feita de mão dupla, as coisas vão e vem. Se você está junto se pressupõe que se tenha um projeto. Se não tem um projeto não pode está junto. E nesse projeto seria incoerência você dar um apoio e ao mesmo tempo não ter apoio para implementar o que é positivo para a Paraíba”, acrescentou.

 

 

 

Cristiano Teixeira – MaisPB