Ricardo recebe relatório da Frente Parlamentar da Água

Ricardo recebe relatório da Frente Parlamentar da Água

O governador Ricardo Coutinho recebeu, na tarde desta sexta-feira (22), na Granja Santana, o relatório da Frente Parlamentar da Água sobre a situação da falta d’água na Paraíba, contendo as propostas com prioridades para ações que amenizem os efeitos da estiagem. Ele disse que, juntos, Governo do Estado, parlamentares e prefeitos precisam fazer pressão para que as obras hídricas que estão em andamento no Estado não sofram paralisações.

O relatório da Frente Parlamentar da Água foi entregue pelo deputado Jeová Campos, presidente da Frente, que estava acompanhada de uma comissão formada por dez prefeitos das cidades que vivem colapso de abastecimento, recebendo água de carros-pipa. Ricardo exortou a união de todos para resolver a questão de forma urgente, observando que esta é uma responsabilidade da União. Ele comentou, ainda, que os R$ 19 milhões prometidos pelo Governo Federal, ainda não foram repassados, e quando isso acontecer o dinheiro só dará para resolver a questão por dois ou três meses.

O secretário da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo, informou que o Governo da Paraíba já perfurou somente este mês 26 poços artesianos e que solicitou 272 carros pipa para socorrer os municípios, mas o Governo federal só enviou 173 para as cidades que estão em colapso. “Esses carros vão poder atender cerca de 27 cidades durante seis meses”, destacou.

O deputado Jeová Campos afirmou que os municípios vivem uma situação crítica e de emergência, colapso ou racionamento por causa da falta de água. “O problema já atinge pelo menos 170 municípios da Paraíba, dos quais 48 estão absolutamente sem água. A situação em algumas cidades é de calamidade. Noutras, nem os carros-pipa estão suprindo as necessidades básicas do consumo humano”, ressaltou.

Ele avaliou que o encontro com o governador foi produtivo. “Sinalizamos muito positivamente de tratar essa questão de mãos dadas, a Assembleia Legislativa, o Governo do Estado, os prefeitos, e buscar sensibilizar o governo federal. Os governos estaduais não podem encarar o problema sozinhos e penso que nós vamos ter que fazer uma pressão política em Brasília para a liberação de recursos para um momento tão difícil”, disse Jeová Campos, destacando que o governador Ricardo Coutinho conhece os problemas, mas faltam os recursos federais.

Na próxima quarta-feira, os deputados que integram a Frente Parlamentar da Água vão ao Ministério da Integração, em Brasília, participar de uma reunião com a bancada Federal da Paraíba e entregar o relatório. O objetivo é pressionar o Governo Federal sobre a situação.

Participaram da audiência na Granja Santana, os deputados Buba Germano e Estela Bezerra, o presidente da Famup, Tota Guedes, e os prefeitos Anderson Monteiro – Esperança, Beto Brasil – Solânea, Acácio Araújo – Picuí, Domingos Sávio – Princesa Isabel, Cláudia Dias – Monte Horebe, André Pedrosa – Carrapateiras, Antônio Justino – Dona Inês, Denise Oliveira – Cajazeiras, José Geramilton – vice-prefeito de Queimadas e Tarcísio – prefeito de Gurinhém.

 

 

 

Secom PB