Ricardo Pereira fala no Correio Debate sobre a importância da AVIME para a região do Vale do Piancó e interior paraibano

Ricardo Pereira fala no Correio Debate sobre a importância da AVIME para a região do Vale do Piancó e  interior paraibano
Em entrevista, semana passada, ao radiofônico Correio Debate o signatário do Blog falou sobre a importância da criação da Associação Valepiancoense de Imprensa e Mídia Eletrônica - AVIME para o setor de comunicação na região do Vale do Piancó, bem como, para o interior paraibano. Ele enfatizou a necessidade de se ter uma entidade forte o bastante na busca da representatividade dos profissionais e empresas que atuam na área.
"Defenderemos os direitos da categoria assim como primaremos pelo cumprimento dos nossos deveres. Ela (a AVIME) defenderá incondicionalmente a liberdade de imprensa e de expressão repudiando quaisquer eventos em contrário, pois entendemos que a democracia só é plena quando há a garantia da liberdade de imprensa. Iremos promover seminários, simpósios e palestras, bem como, buscaremos aprimorar o trabalho através de capacitação. Quem ganha com isso é a sociedade de uma modo geral", enfatizou.
Aclamado presidente da entidade, durante assembléia geral para sua fundação e constituição da diretoria, o jornalista festejo o fato da entidade já ter nascida forte, com cerca de 30 associados-fundadores e outras 20 propostas enviadas com pedido para fazer parte de seus quadros. "Isso é significativo porque mostra o quanto os colegas estão esperançosos na representação que nossa entidade terá com qualidade, coragem e dignidade", pontuou.
A AVIME, inclusive, já prepara um evento para o mês de abril com palestras de renomados profissionais que atuam na imprensa paraibana. A AVIME engloba em suas hostes jornalistas, comunicadores independentes, blogueiros, produtores de comunicação independente, blogs e portais/sites de notícias, e empresas de comunicação [mídia impressa, radiodifusão, eletrônica/virtual, etc], que atuam na região.
Como já dizia Karl Marx: "A imprensa livre é o olhar onipotente do povo".