Ricardo autoriza promoção de 106 praças da Polícia Militar

Ricardo autoriza promoção de 106 praças da Polícia Militar

O governador Ricardo Coutinho autorizou o Comando Geral da Polícia Militar a promover 106 policiais da qualificação de praças. A lista dos promovidos foi publicada na noite desta segunda-feira (15), no Boletim Interno nº 110 do Comando Geral, e traz a ascensão para cabo e 3º sargento. Com estas, já são 4.643 policiais militares promovidos em 4 anos e meio – aproximadamente a metade do efetivo de toda a corporação.

Para serem promovidos, os policiais passaram por um curso de habilitação que atualiza o currículo profissional dos militares e tiveram que preencher requisitos como tempo mínimo de serviço (10 anos como soldado para ser promovido a cabo e 10 anos de cabo para ser promovido a sargento) e estar no comportamento excepcional.

O secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, disse que as promoções dos policiais militares trazem motivação para a tropa. “O Governo da Paraíba tem se preocupado em garantir os direitos dos policiais militares e assim avança no processo de reconhecimento e motivação da tropa”, avaliou.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, destacou que, mesmo diante da dificuldade, o governador Ricardo Coutinho continua mantendo a política de ascensão profissional na corporação. “Já são 4.643 promoções nesses quase 4 anos e meio, sendo 4.034 de praças e 609 de oficiais, o que denota claramente o compromisso que o governador Ricardo Coutinho tem em manter a política de valorização e ascensão profissional na instituição, garantindo essa progressão funcional que estimula o efetivo em busca de resultados cada vez melhores para a população”, disse.

Entre 2011 e 2014, foram promovidos 3.913 policiais da qualificação de praças (cabos, sargentos e subtenentes).  Um estudo realizado na intranet (rede interna) da Polícia Militar mostra que nos últimos 10 anos (2004 a 2014) foram promovidos 5.863 policiais desta qualificação, sendo 1.950 até 2011 e 3.913 nos anos seguintes, até 2015.

A capacitação – Os soldados para serem promovidos a cabo, por tempo de serviço, têm como um dos requisitos o curso de habilitação para cabos, com duração de 356 horas/aula, distribuídas em 16 disciplinas. O mesmo critério é adotado para os cabos antes de serem promovidos a sargentos – eles passam pelo curso de habilitação para sargentos, com uma carga horária de 256 horas/aula.

Seleções internas – Além das promoções por tempo de serviço, o governador Ricardo Coutinho retomou em 2011 os processos de seleções internas, que há mais de 7 anos não eram realizados na instituição. Atualmente, os aprovados para os cursos de Cabo, Sargento e Habilitação de Oficiais estão passando pelo período de formação no Centro de Educação, em João Pessoa. Foram 144 vagas oferecidas na última edição e no segundo semestre deste ano o restante dos aprovados iniciará o curso.

 

 

 

MaisPB