Ricardo anuncia medidas para fortalecer a agropecuária

Ricardo anuncia medidas para fortalecer a agropecuária

O governador Ricardo Coutinho assina, neste sábado (26), às 10h, uma série de medidas para garantir o fortalecimento e o desenvolvimento da agropecuária paraibana. Ao todo, serão oito instrumentos, entre eles o Decreto de Criação do Plano Estadual de Agricultura com Baixa Emissão de Carbono em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A assinatura acontece no Centro de Eventos e Exposição Henrique Vieira de Melo, às 10h, em João Pessoa, onde ocorre a 48ª Feira Agropecuária e Derivados da Paraíba.

De acordo com o secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), Rômulo Montenegro, o conjunto de medidas contempla o Programa de Fortalecimento da Pecuária Leiteira e o Programa de Qualidade dos Alimentos. “Essas medidas são estruturantes e vão concretizar as diretrizes lançadas pelo Governo do Estado no início deste ano para fomentar um dos segmentos mais importantes da Paraíba: o setor agropecuário”, disse. “São ações que vão fazer com que o Estado atenda a requisitos sanitários e de comercialização e, assim, os nossos produtores ganhem competitividade no cenário atual”, prosseguiu.

Entre as medidas, está a assinatura do termo de cessão de uso de equipamentos, que vai permitir que os produtores da Cooperativa de Leite do ABC (Agreste, Brejo e Cariri) tenham acesso a um caminhão e a oito tanques para o resfriamento do produto.

Outro destaque, ainda de acordo com Rômulo Montenegro, é o Decreto de Criação do Plano Estadual de Agricultura com Baixa Emissão de Carbono em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “Esse é um plano que tem como base a sustentabilidade, uma agricultura que atenda aos padrões de harmonia com o meio ambiente exigido pelo mundo atual. O plano vai dialogar com a parte econômica, mas também com a questão da produção com a preservação do meio ambiente”, explicou. “São três elementos da sustentabilidade: o ambiental, o econômico e o social. Temos, se quisermos ganhar espaço, de obedecer a esses requisitos. Nesse sentido, o Governo do Estado tem feito a sua parte”, acrescentou.

Está prevista ainda a assinatura de um Termo de Cooperação entre a Sedap e a Associação dos Supermercados da Paraíba. O objetivo é o monitoramento da qualidade dos hortifrutigranjeiros comercializados nas redes de supermercados da Paraíba, além de um Protocolo de Intenções com o Mapa para estabelecer as políticas públicas que integram o Plano de Desenvolvimento da Agropecuária do Nordeste, voltadas para a caprivinocultura.

Progenética – O governador Ricardo Coutinho vai assinar ainda um Termo de Cooperação entre a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), Emepa, Emater e Faepa. O objetivo é melhorar a qualidade genética do rebanho no Estado. “O Progenética é um programa fundamental, porque visa ao fortalecimento da genética de zebuínos paraibanos. Aqui, temos como destaque a raça Nelore, o Gir e o Guzerá, além do Sindi. É um segmento da pecuária que tem crescido muito no nosso Estado, e Governo do Estado, com a visão de desenvolvimento que lhe é peculiar, tem dado total atenção a esse setor”, destacou Rômulo Montenegro.

Feira Agropecuária – A 48ª Feira Agropecuária e de Derivados da Paraíba termina neste domingo (27) e de acordo com Rômulo Montenegro superou todas as expectativas. “Nós esperávamos algo em torno de 800 animais. Tivemos uma grata e feliz surpresa: estamos com mais de 1.200 animais, animais de elite, de alta genética. Mesmo em um momento delicado da economia, a realização desse evento, que significa o reconhecimento da importância que o setor agropecuário tem para o Governo do Estado, foi um sucesso”, afirmou.

O secretário destacou ainda que um dos pontos altos do evento foi a realização do julgamento de raças de zebuínos, contando inclusive com a participação de juízes internacionais. “Esse evento nos deixou ainda mais felizes porque conquistamos sempre o 1º, o 2º e o 3º lugares. Isso significa que a nossa genética é notoriamente conhecida quando falamos de zebuínos”, disse. “Na raça Sindi, a Emepa conquistou o primeiro lugar. Neste sábado, vamos ter o julgamento de Nelore e também esperamos um bom resultado”, completou.

Para Rômulo Montenegro, a Feira deixará resultados positivos para a Paraíba. “Existe uma lógica muito grande nesse evento: o diálogo com o planejamento da Sedap. Tudo o que está lá exposto faz parte das cadeias produtivas que foram planejadas pelo Estado. O setor agropecuário tem uma grande capilaridade, dialoga com outros segmentos econômicos e, nesta gestão, não estamos medindo esforços para potencializar as ações, visando ao seu desenvolvimento”, finalizou.

 

 

 

MaisPB