Revista revela negociata envolvendo construtora, Petrobrás, PT e PMDB

Revista revela negociata envolvendo construtora, Petrobrás, PT e PMDB

Um contrato entre a Petrobras e a construtora Odebrecht, firmado em outubro de 2010, período eleitoral, teria sido aprovado após acerto de uma doação equivalente a US$ 8 milhões (R$ 17,7 milhões) para a campanha de Dilma Rousseff. É o que revela a Revista Época em reportagem na sua edição que chega às bancas neste final de semana.

O contrato, no valor de US$ 826 milhões ( R$ 1,8 bilhão), previa serviços de segurança, meio ambiente e saúde em unidades da Petrobras no Brasil e no exterior.

O contrato é investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal. A doação foi acertada com o tesoureiro informal do PT, João Vaccari.

De acordo com a revista “Época”, pelo acordo, o PMDB ajudaria a enterrar a CPI, relatada pelo senador Romero Jucá.

Em troca, a direção da Petrobras, então comandada por José Sérgio Gabrielli, assinaria embaixo do projeto Odebrecht. E o contrato foi fechado.

MaisPB com Paraíba Online