Revista Playboy anuncia que passa a ser bimestral a partir da 3ª edição

Revista Playboy anuncia que passa a ser bimestral a partir da 3ª edição

Relançada no mercado editorial brasileiro em abril, a Playboy anunciou que passará a ser bimestral da 3ª edição, prevista para chegar às bancas no dia 12 de julho.

“Essa mudança é a segunda parte de um grande processo de reestruturação da marca. Assim, a publicação mantém a qualidade editorial, e entrega aos leitores uma revista premium a cada dois meses”, informou a PBB Editora, em comunicado.

Lançada no Brasil há 41 anos, a revista Playboy deixou de circular em dezembro, após a Editora Abril decidir deixar de publicar a revista, e retornou através da PBB Entertainment – empesa criada pelo fotógrafo de moda André Sanseverino e os empresários Marcos de Abreu e Edson Oliveira.

“Mudamos a estrutura para ganhar mais vivacidade. A revista continua sendo nossa prioridade, foco de nossas maiores atenções. Ela sempre será a ‘menina dos olhos’ da editora. Mas nesse segundo semestre teremos novidades em nossa área digital e de eventos. Um novo mundo está chegando para o leitor da Playboy”, explicou André Sanseverino, publisher da revista.

A top model, DJ e ilustradora Marina Dias será a capa da da edição de junho/julho. Ela foi fotografada por Cássia Tabatini. A primeira foto do ensaio foi divulgada nesta terça-feira (21).

Nova fase sem nu frontal obrigatório

Nessa nova fase da revista, os editores anunciaram que o nu frontal deixará de ser obrigatório e que publicação não irá pagar cachê pelos ensaios porque “o corpo da mulher não tem preço”.

Luana Piovani foi a escolhida para ser a capa da 1ª edição da nova Playboy.

A segunda edição trouxe na capa a modelo Vivi Orth.

A revista explicou que a mudança para edições bimestrais não afeta as assinaturas, uma vez que os contratos são baseados em número de exemplares

 

 

.

G1