Renan adia sessão do Congresso após oposição anunciar obstrução

Renan adia sessão do Congresso após oposição anunciar obstrução

O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu nesta terça-feira (8) adiar a sessão conjunta do Congresso Nacional, que estava agendada para as 19h. Ainda não há data para uma nova reunião.

A sessão foi adiada após parlamentares da oposição anunciarem que iriam obstruir as votações no plenário da Câmara até que o presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) instale a comissão que vai analisar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“Eu estou avaliando transferir a sessão do Congresso para os próximos dias, dez dias, 15 dias, porque há indicativos de que pode haver obstrução. Então, se pode haver obstrução, é melhor transferirmos para não radicalizar o debate internamente”, disse Renan ao chegar no Senado.

A comissão especial chegou a ser instalada na Câmara em dezembro do ano passado, mas foi barrada após decisão do Supremo Tribunal Federal que suspendeu o rito de impeachment definido pela Casa. O STF anulou a escolha, pelo plenário da Câmara, da chapa alternativa com deputados não indicados por líderes partidários para a comissão do impeachment.

Na pauta da sessão do Congresso, estava prevista a análise de 16 vetos presidenciais. O presidente do Congresso disse que analisa marcar uma nova sessão do Congresso para os próximos dias.

 

 

 

G1