Relator nega pizza e proteção a Cunha em CPI da Petrobras

Relator nega pizza e proteção a Cunha em CPI da Petrobras

Em entrevista ao programa ’60 Minutos’, apresentado pelo jornalista Heron Cid, da Rádio Arapuan FM, o relator da CPI da Petrobras, deputado federal Luiz Sergio (PT-RJ), negou que a investigação sobre os escândalos na estatal tenham terminado em pizza.

Luiz Sérgio lembrou os pedidos de indiciamentos pela CPI,   mas salientou que,  quanto aos julgamentos e condenações dos envolvidos, existem órgão como o Ministério Público Federal e o Conselho de Ética da  Câmara que é quem podem se movimentar  sobre determinados  casos.

“A CPI pode pedir o indiciamento de uma pessoa e o Ministério Público Federal pode  não acatar. Aquele que o procurador-geral da República entendeu que deve explicação a Justiça ele já solicitou ao Supremo Tribunal Federal que abra um inquérito para investigação. E naquela investigação que encontrar consistência eles serão denunciados ao STF e responderão no Conselho de Ética Parlamentar que é um fórum que vai julgar e pedir a absolvição ou cassação de mandato”, garantiu.

Luiz Sérgio também negou proteção ao presidente da Câmara,  Eduardo Cunha (PMDB),  e disse que os assuntos recentes sobre as contas do parlamentar no exterior não estão nos autos da CPI e até em alguns setores da Justiça.

“Em um processo você só pode falar no que está nos autos. Você só pode ir em cima da materialidade”, enfatizou.

 

 

Mais PB