Redução da maioridade penal: Couto minimiza fala de Dom Aldo e diz que sociedade está 'desumana'

Redução da maioridade penal: Couto minimiza fala de Dom Aldo e diz que sociedade está 'desumana'

O deputado federal, Luiz Couto (PT), taxou a posição do arcebispo da Paraíba Dom Aldo Pagotto, sobre a redução da maioridade penal de ‘opinião pessoal’ e destacou que o Papa que é a autoridade máxima da Igreja Católica no mundo, foi contrário à redução, assim como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.


“Cada um tem a liberdade de expressão, como existe uma decisão do papa francisco que é contrário a isso aí (a redução da maioridade penal), ele (o papa) diz que devemos cuidar das pessoas, da natureza, da vida… Esquecemos disso e vamos construindo uma sociedade desumanizada onde o que vale é o lucro, a mentira e a falsidade”, reclama.


Couto lembrou também que a CNBB também assumiu uma postura contrária não haveria perspectiva dele (Dom Aldo) falar em nome da Igreja, nem da Diocese. “Respeito a posição dele e parece que também é favorável ao trabalho infantil”, afirmou lembrando do trabalho que tem feito como parlamentar na CPI que investiga a violência contra jovens negros e que a violência começa na primeira infância e vai até a juventude.

Com informações da CBN 

 
 
 


Marília Domingues