RC se diz feliz por 'governo ser mais bem avaliado que governador' e alfineta gestão anterior: 'se sustentava na mídia'

RC se diz feliz por 'governo ser mais bem avaliado que governador' e alfineta gestão anterior: 'se sustentava na mídia'

O governador Ricardo Coutinho (PSB) afirmou estar feliz pela avaliação de seu governo ser superior a de sua pessoa e destacou que a oposição, que já esteve no governo, ‘gastava mais dinheiro em propaganda que em obra’.

Em entrevista a uma emissora de rádio da Capital, nesta terça (10), Coutinho apontou que a boa avaliação do governo é um sinal inevitável e apontou que ‘pior seria o inverso, quando o governador está lá em cima e o governo lá em baixo’. Ele alfinetou, sem citar nomes, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) que, de acordo com o socialista ‘se sustentava na mídia’. Para esses gestores, o governador apontou que eles ‘gastavam mais dinheiro na propaganda que na obra’. 

“Nossa gestão é diferente e qualquer publicitário sabe que é inevitável quando um governo é bem avaliado é só uma questão de tempo para que a população saiba que a frente tem um governador”, diz.

Coutinho destacou ainda que a população não vai achar que quem está a frente do governo é a oposição: “Oposição é contra. Não fez política de promoção de idosos (destacando a inauguração do condomínio cidade madura nesta terça), política de esportes, cultura... A oposição não tem discurso para isso. Fez muito pouco quando teve a oportunidade e muito tempo para governar”, bate.

O governador ratificou sua felicidade com essa avaliação: “Acho muito bom. Na prefeitura também era assim, o governo era melhor avaliado que o prefeito e quando chegou o momento a população entendeu que o governo era o prefeito”, conta.

Para o socialista, o povo vai perceber e fazer com que essas duas ‘entidades’ (governo e governador) possam se encontrar. 

Coutinho atribuiu ainda a avaliação melhor do governo que dele nas pesquisas a uma falha na comunicação. "Não soubemos trabalhar a informação no primeiro período, talvez alguns momentos tenhamos perdido perdido a guerra da informação, mas os fatos estão conseguindo se sobrepor. Estamos acertando o passo, a população deu uma caminhada significativa e as pessoas estão mais conscientes e reconhecem uma série de ações que foram ou estão sendo tomadas que quebra o paradigma", conclui. 


Redação