Raimundo Lira destaca aprovação de recursos para Ramal Piancó

Raimundo Lira destaca aprovação de recursos para Ramal Piancó

Em pronunciamento na tarde desta segunda-feira (29), o Senador Raimundo Lira (PMDB-PB) manifestou seu contentamento pela aprovação, por parte do Banco Mundial, do financiamento das obras do Ramal Piancó, no projeto de transposição de águas do Rio São Francisco. Segundo ele, trata-se de uma extraordinária notícia para a Paraíba, especialmente para os 18 municípios que compõem o “Vale do Piancó”.

Lira disse que há tempos a Paraíba luta para incluir o Ramal Piancó na transposição e lamentou o que considera uma “lentidão histórica” nos investimentos em obras hídricas do Nordeste, acarretando problemas para o povo da região, que sofre os efeitos das sucessivas secas. O Senador historiou os investimentos, destacando que eles só ocorreram com hiatos de muitos anos.

Ele falou da importância da transposição e disse que a lentidão no aproveitamento da capacidade hídrica no Nordeste justifica a necessidade de urgência na conclusão das obras, para solucionar de vez o problema de abastecimento no Nordeste.

Ramal Piancó – Ao fazer menção ao Ramal de Piancó, ele lembrou que a obra terá financiamento do Banco Mundial e que a notícia é excelente para os paraibanos. Ele lembrou que, desde que assumiu o mandato, se comprometeu em lutar permanentemente pela inclusão desse Ramal em solo paraibano.

“Nessa nota técnica, o Banco Mundial sinalizou positivamente, que no mês de março, os recursos estarão aprovados em caráter definitivo” comemorou. Segundo Lira, a previsão do Ministério da Integração Nacional é de que a processo de licitação para o início das obras seja concluído no segundo semestre deste ano, e as obras deverão ter início no primeiro semestre de 2017.

“É uma notícia fantástica para o Estado da Paraíba, especialmente para a região metropolitana do Vale do Piancó, com seus 18 municípios. Essa obra vai perenizar o Rio Piancó, vai abastecer o sistema Mãe D`água e o seu excesso vai correr permanentemente pelo Rio Piranhas” detalhou.

Ao defender mais recursos para obras hídricas de seu estado, Lira lembrou que a Paraíba é o Estado brasileiro que detém a menor capacidade hídrica de todo o País. Isso ocorre porque, ao longo de toda a extensão do semiárido, a Paraíba tem um terreno cristalino, que não oferece condições favoráveis à acumulação de água na superfície.

Por conta dessa carência, Lira ressaltou que a Paraíba será o estado mais beneficiado com a transposição, obra que vai levar água para mais de 12 milhões de nordestinos, em 390 municípios, beneficiando mais de 100 cidades paraibanos, com a entrada no projeto do Ramal Piancó, inundando açudes como Epitácio Pessoa e Coremas Mãe D’Água.

Em relação ao futuro do Rio São Francisco, Raimundo Lira garantiu que o “Velho Chico” continuará com água suficiente para abastecer Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte. Para isso ocorrer, ele apresentou Projeto de Lei, já aprovado na Comissão Especial que analisa os projetos da “Agenda Brasil”, que garante recursos permanentes para a revitalização do Rio São Francisco. “O projeto cria, de forma permanente, as condições para a revitalização do Rio São Francisco”, destacou.

 

 

 

MaisPB