Quadrilha é presa acusada de assaltos a bancos e assassinatos na grande João Pessoa

Quadrilha é presa acusada de assaltos a bancos e assassinatos na grande João Pessoa

Quatro pessoas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em assaltar agências bancárias e assassinatos na grande João Pessoa foram presas  na tarde desta quinta-feira (10) durante uma operação comandada pelo coronel Júlio César, comandante do Batalhão de Santa Rita, na grande João Pessoa.

De acordo com  a polícia, o bando já vinha sendo investigado desde o último dia 18 agosto quando um vigilante foi assassinado e teve sua arma roubada no centro de Santa Rita.

Foram presos: Raniery Ítalo Barros de Lucena, 25 anos, Elias Felipe das Neves Nascimento, 18 anos, Juvanil Ícaro Barros de Lucena e João Paulo Severo dos Santos. Todos residentes em João Pessoa.

Na tarde desta quinta-feira (10) eles estavam planejando assaltar uma agência bancária no centro de Santa Rita, mas a ação foi frustrada pela polícia e dois deles acabaram sendo presos em flagrante. As investigações tiveram continuidade e os dois acusados foram localizados na comunidade Tito Silva, em João Pessoa. Com eles foram apreendidos seis armas, celulares, dois carros roubados e clonados, dinheiro e vários outros objetos.

Durante as investigações, a polícia descobriu que entre os crimes praticados pelo bando está o assassinato de um vigilante em Santa Rita, já que a arma dele, um revólver calibre 38, foi encontrada em poder do bando. De acordo com o coronel Júlio César não está descartada a hipótese de eles estarem planejando assassinar policiais.

Ainda segundo a polícia, o bando também é suspeito de ter assaltado o restaurante Sonho Doce na tarde de ontem na Praça da Independência, em João Pessoa.

 

 


Paulo Cosme\Washington Luiz