PT nacional posta matéria contra Cássio

PT nacional posta matéria contra Cássio

O site do PT Nacional postou uma matéria criticando a postura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e destacando problemas do tucano com a Justiça Eleitoral. O paraibano é líder do PSDB no Senado Veja:

Tucano cassado e com passado “ficha suja” estimula golpe contra Dilma
“Não tem respeito e nem moral”, diz Sibá Machado (PT-AC), em resposta aos ataques de Cássio Cunha Lima à presidenta Dilma Rousseff

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) é um dos responsáveis por encampar uma campanha ferrenha contra a presidenta Dilma Rousseff. A tentativa de instaurar um golpe contra o governo do PT está cada vez mais acirrada; e inclui ameaças na internet. A postura do tucano em pedir a destituição de Dilma do poder é questionada no meio político, que relembra o passado manchado por condenações na Justiça.
Cunha Lima teve o mandato de governador da Paraíba cassado em 2009 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na época, pesou contra o tucano acusações de compra de votos. O senador foi responsabilizado pela distribuição de 35 mil cheques de R$ 150 e R$ 200 para pessoas carentes durante o período das eleições de 2006. Os valores distribuídos somavam aproximadamente R$ 3,5 milhões, segundo a denúncia.
O deputado Luiz Couto (PT-PB), o tucano é imprudente ao atacar a presidenta. “Na realidade, quem entende de cassação é Cássio”.
“Não existe nada com relação a nossa presidenta! Eles estão tentando agora encontrar um boi de piranha, mas não vão conseguir. Podem falar, porque é um direito que cada um tem, agora a Justiça não vai nessa conversa fiada da oposição”, assegurou.
Devido à cassação, Cunha Lima entrou para a lista dos candidatos “fichas suja”. Entretanto, conseguiu se eleger ao senado em 2010 porque o Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu, à época, que a Lei da Ficha Limpa não teria validade para aquelas eleições.
Em 2014, mais uma vez sua candidatura ao governo da Paraíba foi questionada pela Justiça Eleitoral. O tucano, no entanto, conseguiu novamente o direito de disputar as eleições, sendo derrotado por Ricardo Coutinho (PSB).
Em pesquisa da “Revista Veja”, divulgada no final de 2014, sobre o “Ranking do Progresso”, uma avaliação do desempenho dos senadores e deputados que atuam com seriedade, apontou que os tucanos Cássio Cunha Lima e Aécio Neves foram os piores legisladores do ano. Cunha Lima ocupou a 73ª posição, na sequência veio Aécio Neves com 74ª.
O líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), foi categórico e pediu o fim da “hipocrisia” os discursos de Cunha Lima. “Ele teve o nome sujo por compra de votos. Foi cassado. Não tem respeito e nem moral. Não é digno de tocar em assuntos dessa natureza”, declara.

 

 

 

 

MaisPB