PT desconhece “acordão” entre PMDB e PSB para presidência da Assembleia

PT desconhece “acordão” entre PMDB e PSB para presidência da Assembleia

O deputado estadual reeleito Anísio Maia (PT) revelou, na tarde desta segunda-feira (17), que o PT desconhece o suposto acordo entre o PMDB e o PSB para se alternarem na presidência da Assembleia Legislativa (ALPB) nos biênios de 2015 a 2016 e de 2017 a 2018, como foi anunciado na manhã de hoje pelo deputado Gervásio Filho (PMDB) e o senador eleito José Maranhão (PMDB).

De acordo com os peemedebistas, o acordo firmado entre a bancada do partido na ALPB e o governador Ricardo Coutinho foi feito nos seguintes moldes: de 2015 a 2016 o presidente da Casa de Epitácio Pessoa será o deputado Adriano Galdino (PSB); com o peemedebista Nabor Wanderley, sendo o primeiro secretário da Mesa Diretora; e de 2017 a 2018 o presidente da será o deputado Gervásio Filho (PMDB).

No entanto, Anísio disse que conhece apenas a primeira parte do acordo, com o PT, PSB, PMDB e outros partidos da situação discutindo o nome de Adriano Galdino para ser o presidente da ALPB a partir de fevereiro de 2015.

“O PT ainda vai avaliar nome de Adriano Galdino. Na verdade conheço um pedaço deste presumível acordo, já conversei com alguns e existe a composição com alguns partidos em torno desta proposta, que o PT está apreciando esta terça-feira. Com relação ao segundo biênio não estou sabendo nada”, declarou.

Apesar de declarar desconhecer o suposto “acordão”, Anísio disse que o PT esá aberto para discutir “qualquer proposta”.

Cristiano Teixeira - MaisPB