PT bate o pé e diz que só aceita vaga de senador na chapa de Veneziano

PT bate o pé e diz que só aceita vaga de senador na chapa de Veneziano

Às vésperas de decidir se manterá a candidatura própria ou se fará aliança com o PMDB já no primeiro turno das eleições, o Partido dos Trabalhadores não aceitará indicar o vice, caso a segunda tese seja a vencedora entre os filiados.

O presidente estadual do PT, Charliton Machado, afirmou que caso o partido se alie ao PMDB, a legenda reivindicará a vaga de senador. “Pela nossa representatividade, por termos a presidência da República, esse é o espaço compatível com o nosso tamanho”, disse.

Charliton defendeu o nome da advogada Nadja Palitot, lançada como pré-candidata do partido ao governo do estado, para ocupar a vaga do Senado, se o partido deliberar pela composição com o PMDB no próximo dia 12.

Ele ainda explicou que após esta decisão, o partido dará um prazo de dez dias para que os pretendentes ao espaço de senador e de vice consigam 1200 assinaturas para que as postulações sejam levadas para a escolha da Executiva.