Psol segue a linha do PSTU e decide não apoiar candidatos ao governo no 2º turno

Psol segue a linha do PSTU e decide não apoiar candidatos ao governo no 2º turno

O Psol realizou reunião na tarde dessa terça-feira (07) onde aprovou uma Resolução sobre sua posição política no segundo turno das eleições na Paraíba. Presidida por Fabiano Galdino, a reunião contou ainda com a presença dos ex-candidatos ao Governo, Tárcio Teixeira e seu vice Marcos Dias e do ex-candidato ao senado, prof. Nelson Júnior, de ex-candidatos proporcionais e do ex-deputado federal Avenzoar Arruda. Eles decidiram que não vão apoiar nenhum dos candidatos que disputam o segundo turno das eleições.

Confira na íntegra a resolução:

Partido Socialismo e Liberdade

Diretório Estadual da Paraíba

O PSOL/PB e as Eleições em 2° turno na Paraíba

O processo eleitoral na Paraíba, no primeiro turno, foi marcado por uma polarização entre duas facções do mesmo projeto político ideológico e isto tende a ser repetido no segundo turno.
As candidaturas do atual governador e do ex-governador, embora de origem diferentes, representam os interesses dos segmentos empresariais que dominam, exploram e oprimem a maioria do povo paraibano.
O debate político foi nivelado por baixo, o interesse público foi esquecido, a distribuição de dinheiro viciou o processo e impediu a livre manifestação da maioria do povo.
A chegada das candidaturas de Ricardo Coutinho e de Cássio Cunha Lima ao segundo turno é o produto de uma democracia restrita, de um modelo eleitoral que transforma o voto em mercadoria sob os olhos vendados da justiça.
O PSOL lutou no limite de sua capacidade, para mostrar ao povo todo o mal que representa a continuidade de governos com as características de Ricardo ou de Cássio.
Nossos candidatos mostraram que nosso programa e nosso projeto político são incompatíveis com o projeto representado pelos senhores Cássio Cunha Lima e Ricardo Coutinho.
Diante deste quadro, o Diretório Estadual do PSOL/PB RESOLVE:
01 – Declarar que nenhuma das candidaturas que estão postas no segundo turno para o governo estadual representa perspectiva de melhoria na qualidade de vida das classes trabalhadoras ou de qualquer segmento explorado ou oprimido;
02 – Determinar que os dirigentes partidários em qualquer nível, ex candidatos ou personalidades públicas do partido, abstenham-se de manifestar apoio ou indicação a qualquer das candidaturas postas;
03 – Manifestar o respeito ao direito dos filiados e simpatizantes do PSOL votarem de acordo com a sua consciência, sem qualquer discriminação de quem vai escolher o voto nulo, o voto em branco, o voto em um dos candidatos ou justificar sua ausência;
04 – Declarar que, independente do resultado eleitoral, o PSOL continuará organizando as lutas da maioria do povo em defesa dos seus interesses e em oposição ao projeto representado pelas candidaturas postas;
05 – No que diz respeito à disputa para presidente da república seguiremos a decisão da direção nacional do partido.

João Pessoa, 07 de outubro de 2014
DIRETÓRIO ESTADUAL DO PSOL/PB1