PSOL diz que PT e PMDB se "oportunizam" com Lucélio Cartaxo

PSOL diz que PT e PMDB se "oportunizam" com Lucélio Cartaxo

 O presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, afirmou neste domingo, 25, que PT e PMDB se oportunizam na escolha comum do nome do irmão do prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, para ser o candidato ao senado na chapa de Veneziano Vital do Rego.

Ao observar que as cúpulas nacional e estadual das duas siglas praticamente bateram o martelo em torno do nome de Lucélio Cartaxo para o senado, Galdino comentou, com ironia: “Essa é a política na Paraíba: O PT de Cartaxo impõe o nome de Lucélio, irmão do prefeito, para integrar a chapa do PMDB, que, por sua vez, só confia no PT se o candidato for mesmo o irmão do prefeito, condição para que o PT e o prefeito não abandonem a futura campanha do PMDB”. 

E acrescentou o dirigente do PSOL: “Para que não haja dúvida: a velha oligarquia age na relação com o PT como sempre agiu, exigindo do PT um nome que represente o uso da máquina em favor da campanha do PMDB; por sua vez, o PT que fingia que não querer indicar o nome de Lucélio Cartaxo, mas ameaçava sublinharmente deixar a futura candidatura de Veneziano morrer na praia. Diante disso, outra certeza: velha ou nova as oligarquias no Estado continuam dando o tom, de modo que neste cenário o governador Ricardo Coutinho é neófito”, comentou.
 
Galdino ainda reconheceu a fragilidade da esquerda no atual quadro político no Estado. “Ao PSOL, o desafio de confirmar novas formas efetivas de transformação do fazer político na Paraíba, mas tem lá seus conflitos”, finalizou.
 
O professor Nelson Junior e o assistente social Tarcio Teixeira são os nomes indicados pelo PSOL como pré-candidato ao senado e o Governo do Estado, respectivamente.