PSDB fecha questão a favor da reforma da Previdência

PSDB fecha questão a favor da reforma da Previdência

Na primeira reunião da Executiva comandada pelo novo presidente do partido — o governo de São Paulo, Geraldo Alckmin —, o PSDB fechou questão a favor da aprovação da reforma da Previdência. A legenda, no entanto, não deve punir punir os parlamentares que votarem contra a proposta. A decisão foi tomada na manhã desta quarta-feira, sem ressalvas — o que significa que o partido apoia o texto que foi apresentado na Câmara dos Deputados.

A bancada do PSDB tem 46 deputados e a avaliação, hoje, é de que cerca de 60% já decidiram apoiar a reforma. Mas há ainda resistência entre os chamados "cabeças pretas". São 11 senadores, mas no Senado não há resistência.

Uma das primeiras falas foi do governador de Goiás, Marconi Perillo, defendendo o fechamento de questão.

— A reforma é essencial pra evitar que os governos federal e estaduais quebrem e o Brasil volte a crescer e gerar empregos e renda — discursou Marconi.

Na mesma linha, discursou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, pré-candidato a presidente que defende realização de prévias para disputar o posto com Alckmin.

— Eu acho um absurdo o partido estar discutindo esse assunto a essa altura do campeonato — defendeu Virgílio, lembrando o perfil programático do PSDB, que sempre defendeu as reformas.

 

 

IG