PSDB e PMDB se aproximam e devem disputar juntos as eleições em João Pessoa

PSDB e PMDB se aproximam e devem disputar juntos as eleições em João Pessoa

Candidato do PMDB à sucessão municipal, o deputado federal Manoel Júnior pode começar a comemorar a aliança que deverá ser formalizada ainda este mês com o PSDB, que não terá nomes no embate do principal colégio eleitoral do Estado. No máximo, a indicação de um tucano para compor a chapa a ser encabeçada pelo peemedebista.

Os entendimentos estão sendo mantidos longe daqui. Onde tudo acontece e se decide: Brasília. Lá, tem sido o centro das discussões em torno da formalização da aliança para a corrida eleitoral de João Pessoa. Mas, claro, tudo dentro do seu tempo, conforme adiantou um peemedebista que está na torcida por essa união.

“É importante essa união para que possamos ocupar o mesmo espaço no palanque das eleições de João Pessoa e, também, partirmos unidos para 2018”, disse o interlocutor ao repórter.

A julgar pelo critério de eliminação exposto pelo deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB), que está coordenando o processo de discussão no ninho dos tucanos, resta apenas o PMDB para definição com quem o partido vai para as eleições deste ano.

“Na minha opinião, a aliança com o partido (PSD) dele está dificultando”, disse o parlamentar, praticamente descartando a tentativa de aproximação do seu partido com o prefeito Luciano Cartaxo. Deve-se a relação com o governo da presidente Dilma Rousseff.

Assim sendo, o eleitor de João Pessoa pode começar a se acostumar desde já com o mesmo discurso de peemedebistas e tucanos, que deverão estar juntos em defesa de um só projeto: a Prefeitura de João Pessoa, também de olho nas futuras eleições.

 

 

 

 

marconeferreira.com