PSB promete explicar compra de jato que vitimou Campos

PSB promete explicar compra de jato que vitimou Campos

O PSB diz que vai fornecer, no início desta semana, explicações sobre as condições do contrato para utilização do jato que matou o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e mais seis pessoas no último dia 13.

A PF (Polícia Federal) apura se a aeronave foi comprada com dinheiro de caixa dois de empresas ou do próprio partido. Em suas investigações, a PF encontrou nos registros de transação do jato uma empresa de fachada e empresários sem condições econômica para comprar um avião que custa R$ 18,5 milhões.

A garantia de explicações por parte do PSB foi feita novamente na manhã deste domingo (24) pelo candidato a vice da sigla, o deputado Beto Albuquerque (PSB-RS).

— Eu não sei o que a Polícia Federal está falando. E, se está falando, deve apurar antes da falar. A PF não deve falar, ela deve investigar. E, quando decidir falar, tem que estar com a coisa concluída. O que quero dizer é que o partido prestará informações sobre as condições daquele contrato. Nessa semana o PSB haverá de se manifestar nessa direção.

Essa é a terceira vez em que Marina é questionada sobre o assunto e esquiva-se de falar. É Albuquerque quem assume a frente, para cobrar também que as razões do acidente que vitimou Campos sejam explicitadas.

— Continuamos querendo explicações sobre as razões do acidente, por que esse avião caiu, como é que essa caixa preta não tinha nada gravado? Queremos explicações sobre isso.

R7