PSB, PV e PSC aprovam apoio a Aécio Neves no 2º turno

PSB, PV e PSC aprovam apoio a Aécio Neves no 2º turno

A candidatura de Aécio Neves (PSDB) à Presidência recebeu nesta quarta-feira (9) o apoio formal de PSB, PSC e PV – na terça (8), o PPS havia aprovado o apoio. O PSOL também anunciou nesta quarta a posição para o segundo turno – não apoiar nem Aécio nem Dilma Rousseff. Mas a candidata a presidente pelo partido, Luciana Genro, recomendou aos militantes que votem em branco, nulo ou em Dilma.

A decisão mais aguardada era a do PSB, que se definiu no final da tarde, após reunião da comissão executiva do partido, em Brasília. No primeiro turno, a candidata do PSB foi a ex-senadora Marina Silva. Embora a executiva do PSB tenha aprovado o apoio, a candidata somente anunciará sua decisão nesta quinta (9). Marina pertence à Rede Sustentabilidade, mas não conseguiu registrar o partido na Justiça Eleitoral a tempo de disputar a eleição. Por isso, os integrantes do grupo político dela aceitaram convite para se filiar ao PSB e poder concorrer neste ano.

Dos 29 integrantes da Executiva do PSB que compareceram à reunião em Brasília que definiu a posição do partido, 21 votaram pelo apoio a Aécio, sete pela neutralidade e um pelo apoio a Dilma Rousseff (PT).

Marina deverá declarar publicamente seu posicionamento nesta quinta (9), após encontro com as lideranças dos demais partidos da coligação (PSB-PPS-PPL-PHS-PRP-PSL). O apoio de Marina deve ser condicionado à inclusão no programa de governo de Aécio de alguns pontos, como o fim da reeleição para presidente e ações de sustentabilidade.

Nesta quarta, o Partido Verde também aprovou o apoio a Aécio no segundo turno. O anúncio foi feito após reunião da comissão executiva do PV, que decidiu pelo apoio ao tucano por 33 votos a favor, seis contra e três abstenções. O candidato a presidente pelo PV, Eduardo Jorge, foi a um evento de campanha de Aécio Neves para informar sobre a decisão.

O PV elaborou um documento de quatro páginas, que foi entregue nesta quarta-feira à campanha de Aécio Neves. O texto explica o apoio do partido e as posições da legenda para o segundo turno. Em quatro blocos, defende temas como a reforma política, o fim do financiamento privado de campanhas, a redução da jornada de trabalho de 40 horas e a defesa do meio ambiente.

Outra legenda que formalizou o apoio à candidatura do tucano foi o PSC, do candidato a presidente Pastor Everaldo. "Ouvi a bancada. A executiva nacional decidiu que Aécio é a melhor opção para o nosso Brasil, a opção de mordenidade para o país, a opção de cuidar dos pobres e mais necessitados deste país, a opção de cuidar do empreendedores deste país", disse Everaldo.

Ele participou de encontro do PSDB nesta quarta, no qual estiveram presentes lideranças da legenda de todo o país, além de presidentes e membros de partidos que fazem parte da coligação tucana à Presidência.

O PPS foi a primeira legenda a anunciar o apoio a Aécio após o primeiro turno. Na tarde desta terça, o presidente nacional do partido, o deputado federal Roberto Freire, afirmou que que a decisão foi unânime.

Para ele, Marina Silva deverá seguir o mesmo caminho. “Eu tenho a impressão de que os partidos estão caminhando para isso. E ela [Marina], no seu discurso logo antes das eleições, deu a entender claramente que, dentro de um acordo programático, isso seria possível muito mais com Aécio do que com qualquer outra alternativa", afirmou.



G1