Propaganda oficial na internet divulga obras do PAC

Propaganda oficial na internet divulga obras do PAC

BRASÍLIA — Nos últimos sete dias permitidos pela lei eleitoral, o Ministério do Planejamento colocou no Youtube uma série de 36 episódios chamada #mochilãoBR, divulgando em vídeos curtos sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Minha Casa Minha Vida (MCMV) que teriam mudado a vida de cidadãos em 18 estados. Os vídeos foram divulgados por canais do governo no Twitter, como o Portal Brasil, o Blog do Planalto e a TV NBR. Uma vez na internet podem ser usados por aliados da presidente Dilma Rousseff.

Em muitos dos filmetes, são citados nominalmente o PAC e MCMV; outros fazem defesa explícita do governo, ou propaganda dele, o que é proibido pela legislação eleitoral. Após ser procurado pelo GLOBO hoje à tarde, o Planejamento retirou do ar todos os filmes para uma reavaliação.

Os vídeos, que ficaram cerca de uma semana no ar, custaram ao governo R$ 500 mil e foram produzidos pela agência de comunicação In Press, que tem contrato com o ministério. Destacam números e obras.

Em um dos filmetes, dois dos nove apresentadores entrevistam um cadeirante, que avalia o BRT Expresso Sul, no Distrito Federal, como "um ganho imenso". O cadeirante em questão é Luís Maurício Alves dos Santos, morador do Gama, cidade-satélite de Brasília, coordenador setorial de pessoas com deficiência do PT-DF e integrante do coletivo de deficientes do PT nacional.

Segundo Santos, o vídeo foi feito há menos de um mês. Em suas viagens do Gama a Brasília, não é cobrada a passagem, porque o BRT ainda está circulando em caráter experimental. Questionado sobre como a produção do vídeo chegou até ele, Santos não soube dizer.

— Não sei, amigão. Sinceramente (pode ter sido) alguma indicação do Conade (Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência), porque eles me conhecem aqui no DF, ou através da própria militância, todo mundo me conhece, sabe que estou sempre na luta pelos nossos direitos — disse Santos.

Questionado sobre a relação de Santos com o PT, o Planejamento informou que ele "é uma pessoa com deficiência e uma referência em questões de acessibilidade".

No bairro de Jorge Teixeira, em Manaus, o apresentador parece surpreso com a resposta de uma moradora, indicando que a água encanada chegou apenas em janeiro ao local: "Então é desde este ano que as coisas estão melhorando de verdade, então é recente", diz ele. O mesmo vídeo de Manaus traz crianças tomando banho de mangueira na rua.

Segundo o ministério, os vídeos foram novamente observados hoje pela equipe do PAC, e 18 voltariam imediatamente à internet. Mas os que citavam os programas nominalmente ou faziam propaganda mais explícita das ações do governo deverão ser excluídos, uma vez que não podem ser reeditados e levados ao ar novamente desde o último dia 5. O ministério informa que a série #mochilãoBR tem "caráter educativo, informativo e de orientação social, que não caracteriza promoção pessoal e, portanto, não seria vedada pela lei eleitoral".

 

Globo