Professores da UEPB decidem pela greve após Assembleia Geral

Professores da UEPB decidem pela greve após Assembleia Geral

Durante Assembleia Geral realiza na manhã desta sexta-feira (19), em Campina Grande, os professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. Com 37 votos a favor da greve, 15 contra e sete abstenções os professores suspenderam as aulas imediatamente, afetando as aulas que aconteceriam à tarde e à noite.

De acordo com a Associação de Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (AduePB),  a paralização das atividades afeta mais de 24 mil alunos de todos os campi da instituição instalados pelo Estado nos municípios de Campina Grande, Lagoa Seca, Catolé do Rocha, Araruna, Guarabira, João Pessoa e Monteiro.  

A categoria exige, além do reajuste salarial de 8%, que deveria ter sido concedido no mês de janeiro, investimentos na infraestrutura das unidades educacionais, assim como melhoria nas condições de trabalho.

Além dos professores da UEPB, também estão em greve dos professores da UFPB. Já os docentes da UFCG anunciaram que entram em greve a partir do dia 25 de junho, próxima quinta-feira.

 

 

ClickPB