Professor é acusado de fazer concurso no lugar do irmão

Professor é acusado de fazer concurso no lugar do irmão

A Polícia Civil está concluindo um inquérito de suposta fraude  de um concurso público realizado pela prefeitura de Pombam em 2015. Segundo denúncias, na ocasião do certame, aplicado pela Comissão Permanente de Concursos (CPCOM), da Universidade Estadual da Paraíba, um dos candidatos teria sido substituído pelo irmão no dia da prova.

A reportagem apurou com exclusividade que o candidato concorreu a uma vaga de coveiro, porém no dia da aplicação da prova teria sido substituído pelo seu irmão de mesmas iniciais, que segundo informações seria professor.

O postulante à vaga foi classificado em primeiro lugar, no entanto o fato resultou em denúncia na esfera policial.

A fraude teria sido foi comprovada por exames técnicos feitos pela perícia da polícia civil a partir da impressão digital do “candidato” postada na folha de resposta, constatando-se que a mesma não pertencia ao inscrito.

Quando confrontada com a do irmão, ficou comprovada a irregularidade tipificada em tentativa de fraude ao concurso público.

De acordo com o delegado Roberto Barros, os fiscais não perceberam a irregularidade.

Ouvidos pela autoridade policial, ambos confessaram o crime e vão responder por fraude a concurso público.

O “aprovado” que ainda não foi chamado para assumir oficialmente a função, deverá ser eliminado dando lugar ao segundo colocado na classificação, já o inquérito segue em andamento.

O endereço apresentado por ambos seria da cidade de Condado, porém a polícia os localizou no distrito de “Arruda Câmara”.

O fato não afeta o resultado final para os candidatos, uma vez que a irregularidade envolve apenas a disputa para o cargo especifico sendo que no geral o processo seletivo ocorreu sem falhas com relação aos demais candidatos.

 

 

 

MaisPB com Liberdade FM